Palestra: "Da violência à convivência" no II Seminário Direitos Urbanos

No último dia 11 de março, estive no "2º Seminário Direitos Urbanos", apresentando a palestra "Da violência à convivência: Os segredos das transformações urbanas de Bogotá e Medellín e os ensinamentos para Fortaleza", nela apresento o resultado do meu estudo independente de cerca de um ano sobre as duas cidades colombianas que em pouco mais de uma década conseguiram sair de um estado de guerra civil não declarada para referência mundial em planejamento urbano, mobilidade e inserção social. Minha investigação e posterior resultado teve como base uma intensa pesquisa bibliográfica sobre o tema e culminou numa visita de 11 dias às duas cidades juntamente a um amigo também arquiteto, onde pude visitar pontos estratégicos e comunidades pobres pacificadas, utilizar da estrutura cicloviária, de pedestres e de transporte público e conversar com moradores e funcionários do poder público local, na palestra apresento números e estatísticas, as soluções de planejamento e requalificação urbana que podem ser facilmente rebatidas para nossas cidades, seus resultados e até mesmo as formas como foram viabilizadas, inclusive financeiramente. Assista abaixo a palestra no nosso canal no youtube. Para maiores informações sobre como trazer essa palestra para seu evento, entre em contato conosco.

Bogotá era uma cidade que além da violência, vivia um verdadeiro caos em mobilidade urbana, onde o carro era priorizado em detrimento do pedestre e do transporte público, suas soluções em mobilidade serão o principal tema abordado nesta parte da palestra. A cidade resolveu investir massivamente em transporte público, estrutura cicloviária, criação de espaços públicos, e campanhas de respeito a boa convivência no trânsito e no desestímulo ao uso do carro como solução não só em mobilidade, mas em diversos outros problemas da cidade, já que intervenções como aquelas ocorridas na cidade, trazem consequências positivas em outras áreas, seja de forma direta ou indireta.

Em Medellín a situação era ainda pior, já que chegou a ser considerada por vários anos seguidos como a cidade mais desigual e a mais violenta do mundo. A cidade que já foi conhecida por ser a capital mundial do narcotráfico conseguiu se reerguer também ajudada por uma série de intervenções que buscavam trazer para a população a visão de cidade como bem coletivo, o combate a desigualdade social e o forte investimento em transporte público (Metrô e MetroCable), cultura e educação (Parques Biblioteca), sobretudo em áreas de vulnerabilidade social, tudo isso aliado a políticas de segurança pública preventiva, medidas essas que elevaram Medellín a exemplo mundial de mudança de realidade social e de cidade como um todo.

Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags